Entidades se reúnem para construção preliminar da IV CNST – Conferência Nacional de Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora



Convocadas pelo Conselho Nacional de Saúde estiveram reunidas na sede do DIEESE, em São Paulo, as centrais sindicais brasileiras, Ministério da Saúde, DIESAT, DIEESE, FIOCRUZ, para a apresentação a construção preliminar da IV CNST – Conferência Nacional de Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora; seus objetivos, eixos, metodologia e agenda, num esforço para definir e construir estratégias junto as centrais sindicais para potencializar a participação das mesmas.

Prevista sua realização em 2014, a conferência terá a importância no fortalecimento da agenda da saúde do trabalhador (a) no projeto político do movimento sindical enquanto uma das estratégias para o desenvolvimento sustentável e solidário, articulando o local com o global; formar lideranças e dirigentes para apropriação da política visando o protagonismo dos trabalhadores (as) e suas organizações no processo de sua implantação; estabelecer e potencializar a articulação e o diálogo entre política de saúde (SUS) e demais políticas públicas (intersetorialidade), superando a setorização, a fragmentação e o corporativismo institucional; estimular processos locais de organização, mobilização e participação dos trabalhadores (as) a partir de necessidades e demandas especifica, para além do tempo de realização da conferência e mais, aprofundar o debate e fortalecer a luta política pela sustentabilidade do financiamento da seguridade social.

Como parte da agenda da construção da IV CNST, acontecerá um seminário nacional com as entidades que comporão a Comissão Organizadora da IV CNST e posterior a este, um seminário nacional com principais setores produtivos (ou das estratégias e demandas das centrais).

As conferências locais (ainda a serem definidas) estão em processo de discussão para avaliação da melhor forma de participação dos trabalhadores (as): De acordo com as regionais de saúde, em um número de 465, mais as estaduais e a nacional; ou ainda macro regionais, em um número de 96, mais as estaduais e a nacional.

Presentes na reunião, os representantes da União Geral dos Trabalhadores – UGT, o companheiro Adir de Souza, secretário nacional adjunto da Secretaria Nacional de Saúde e Segurança no Trabalho, e a companheira Edna Alves, da Federação dos Trabalhadores de Saúde do Estado de São Paulo destacaram a importância desta conferência para a mobilização da classe trabalhadora brasileira na luta por uma política mais eficaz na prevenção, preservação e promoção da saúde e segurança dos trabalhadores (as). Deixaram o compromisso da UGT como participante das etapas pertinentes a construção da IV CNST, o envolvimento da direção nacional da central e das secretarias nacionais que transversalizam o tema.

Para a Presidente do CNS, Socorro Souza, é “preciso mobilizar os trabalhadores e a pauta deve ser uma prioridade para a sociedade e governo”.

Com o mote: “SAÚDE DO TRABALHADOR E DA TRABALHADORA, UM DEVER DO ESTADO!”, a conferência temática sobre a saúde do trabalhador e da trabalhadora será uma oportunidade da classe operária impor o futuro das ações governamentais sobre as mazelas causadas pela falta de comprometimento empresarial na promoção de um ambiente saudável e digno do trabalho quando da construção da riqueza de nosso país!

* Na foto: Adir de Souza, Edna Alves e Maria do Socorro de Souza.